Presidente do TRF4 recebeu pleito da OAB/SC em visita da presidente da Seccional em fevereiro

O Conselho de Administração do Tribunal Regional Federal da 4ª Região acolheu por unanimidade pleito formulado em fevereiro pela presidente da OAB/SC, Cláudia Prudêncio, e aprovou a criação de oito novas varas federais em Santa Catarina. O pedido para ampliação do número de varas federais no Estado foi defendido em sustentação oral na manhã desta terça-feira (11/4) pelo Coordenador de Relacionamento com a Justiça Federal da OAB/SC, Jorge Mazera.

O pleito é resultado de estudos realizados pela Seccional demonstrando que Santa Catarina possui a maior média anual de distribuição de processos nos últimos 10 anos, mas conta com o menor número de varas federais, em um comparativo com os estados vizinhos. As comarcas onde serão instaladas as novas varas e as competências ainda não foram divulgadas, e a OAB/SC pediu para participar destas definições.

O Rio Grande do Sul possui 82 varas federais, o Paraná conta com 70 e Santa Catarina tem apenas 45, mas nos últimos 10 anos a média de distribuição de processos no Estado é 9,45% maior que no estado gaúcho e 21,80% maior que no território paranaense. “Os estudos que apresentamos demonstram que a criação de pelo menos oito novas varas federais é necessária para garantir o amplo acesso da população à Justiça. E também para assegurar o pleno exercício da advocacia. Somamos esforços nesta interlocução com os magistrados, em razão da importância desse pleito”, destaca a presidente da OAB/SC.

A maior preocupação da OAB/SC são os processos de execução fiscal, pois Santa Catarina tem o dobro da demanda gaúcha e demanda superior em 71% à paranaense. Por isso, a Seccional sugere que pelo menos quatro das novas varas atendam esta área, duas tenham competência previdenciária, uma cível e uma criminal.

Média anual de processos federais

2020 a 2021 (2 anos)
PR: 3.291
RS: 3.314
SC: 3.795

2017 a 2021 (5 anos)
PR: 3.040
RS: 3.230
SC: 3.528

2012 a 2021 (10 anos)
PR: 2.853
RS: 3.175
SC: 3.475

O texto e a foto são da Assessoria de Imprensa da OAB/SC