O ofício encaminhado pela direção do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário (Sinjusc) à OAB/SC, em razão de expediente encaminhado pela entidade de classe dos advogados ao presidente do TJSC apontando alegadas falhas no atendimento telefônico em comarcas do interior do Estado, reforçando com isso a necessidade da urgência na implantação do chamado “Balcão Virtual” na justiça estadual, é um “monólogo disfarçado de diálogo” que traz “um apanhado de queixas, inverdades, admoestações, ingerências, ameaças, ironias e acusações infundadas dirigidas à OAB/SC”.

As afirmações são do presidente da seccional catarinense da OAB e constam de ofício endereçado ao presidente do sindicato, Hélio Lentz P. Neto, em resposta à manifestação da associação de trabalhadores.

No documento, Horn aponta ser “forçoso que se esclareça que o Balcão Virtual é solução normatizada pelo Conselho Nacional de Justiça em sua Resolução 372, a pedido da OAB/SC, normativa que deve receber acatamento por sua origem”.

“A OAB/SC busca apenas garantir adequado tratamento à advocacia que, neste momento de pandemia e suspensão do atendimento presencial, inicia pelo atendimento de chamadas telefônicas e fornecimento de respostas às demandas dos jurisdicionados, que antes eram prestadas nos balcões dos Fóruns hoje fechados”, ressalta, no ofício, o presidente da OAB/SC.

Leia a íntegra NESTE LINK

Leia a manifestação do Sinjusc NESTE LINK