O promotor de Justiça Wilson Paulo Mendonça Neto, titular da 5ª Promotoria de Justiça da Capital, com atuação na área criminal militar, requisitou a instauração de inquérito policial militar para apurar um episódio registrado no último fim de semana na cidade de Guabiruba, no Vale do Itajaí.

Em imagens aparentemente captadas pela câmera de um telefone celular, dois policiais fardados aparecem agredindo física e moralmente ao menos sete pessoas. De acordo com informações preliminares, o episódio teria acontecido no bairro Holstein no último sábado, dia 1º de agosto.

De acordo com a Assessoria de Imprensa do MPSC, o promotor de Justiça recebeu as imagens, que circulam nas redes sociais, nesta segunda-feira (3), tendo determinado a imediata apuração dos fatos.

No vídeo de um minuto e seis segundo, todos as pessoas no recinto, inclusive os militares, estão sem máscara de proteção contra o novo coronavírus. Em determinado momento, quando os dois agentes viram-se de costas para o grupo de homens jovens, um deles fala a palavra “covardia”.

Na sequência, ambos os policiais, um deles armado com um fuzil, retornam questionando quem havia proferido a palavra. Os homens não respondem, e dois deles são agredidos fisicamente, um com um soco na região do abdome e outro, cujo vídeo não mostra, com a coronha do fuzil.

Além disso, os moradores são agredidos com palavras como “seus merdas”. Até o início da manhã desta quarta-feira o Comando da Polícia Militar não havia se manifestado sobre o caso.

Assista as imagens