A procuradora da República Analúcia Hartmann, do Ministério Público Federal (MPF) em Santa Catarina reforça o pedido de apoio e colaboração com a campanha da Frente Indígena e Indigenista de Prevenção e Combate ao Coronavírus em Terras Indígenas da Região Sul do Brasil. É crescente, segundo a procuradora, a preocupação com a situação de especial vulnerabilidade dos povos indígenas Guarani, Kaingang e Laklãnõ/Xokleng da região Sul neste momento em que a pandemia do coronavírus está se aproximando cada vez mais das aldeias.

De acordo com a Frente Indígena de Prevenção e Combate ao Coronavírus os povos indígenas de Santa Catarina e dos outros dois estados do Sul, são vulneráveis por três razões que merecem a atenção:

Primeiro, porque as aldeias e os acampamentos indígenas em Santa Catarina em sua maioria se situam próximo as áreas urbanas, o que as expõe agudamente ao risco de contágio pelo coronavírus.

Segundo, porque as comunidades indígenas são contextos propícios a uma rápida disseminação do vírus pela forma de convivência social das famílias, que são numerosas e contam com muitos idosos e crianças vivendo juntos e em contínuo contato.

E, terceiro, porque uma atividade econômica fundamental para a subsistência das comunidades é a comercialização de artesanato e como não podem obter essa renda durante a quarentena, é crucial proporcionar segurança alimentar aos povos indígenas nas atuais condições de isolamento.

A Frente é coordenada por Joziléia Daniza Kaingang, doutoranda do PPGAS-UFSC e coordenadora pedagógica do curso Licenciatura Intercultural Indígena do Sul da Mata Atlântica, da UFSC, e dos egressos Eunice Antunes (Kerexu Yxapypy) e Davi Timóteo Martins (Werá), também mestrando no PPGAS-UFSC.

Doações financeiras: campanha “Doa-lá” neste link

Endereços para doação de cestas básicas em Santa Catarina:

SESAI

  • São José – Rua Cap. Pedro Leite, 530 – Barreiros (48) 3049-8521
  • Araquari – (47) 3447-1443
  • Chapecó – Rua Curitiba, 465 D, Santa Maria (49) 3323-3022
  • Ipuaçu – Rua Pagnocelli, 358, Centro (49) 3449-0552

 

FUNAI

  • São José – Rua Joaquim Vaz, 1322 – Campinas (48) 3244-0469
  • Chapecó – Rua Mal. Mascarenhas de Moraes, Parque das Palmeiras (49) 3322-0024.
  • José Boiteux – Rua Primeiro de Maio, 51 – Centro (47) 3352-7352

 

O texto é da Assessoria de Comunicação Social do Ministério Público Federal em SC