Uma reunião realizada na noite desta segunda-feira (4) na 28ª Subseção da OAB/SC, em São José, definiu pelo envio à Comissão de Prerrogativas da seccional e, também, à Corregedoria da Justiça do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-SC), de expediente solicitando providência em razão de supostos atos atentatórios às prerrogativas da advocacia durante audiência na 3ª Vara do Trabalho da Comarca na semana passada.

Participaram da reunião o presidente da Comissão de Prerrogativas da Subseção, Carlos Rodolpho Galvam Pinto da Luz; o presidente da Comissão de Trabalho da OAB/SC, Gustavo Villar Melo Guimarães; o representante da presidente da Comissão Estadual de Prerrogativas, Rodrigo Martins Elias e o coordenador de Relações Institucionais da OAB/SC com a Justiça do Trabalho, Fabiano Mendes dos Santos, entre outros advogados.

Conforme a ata da reunião, chegou ao conhecimento da Comissão de Trabalho da Subseção o relato de um advogado que afirmou ter sido testemunha “da prática de atos que violam diretamente as prerrogativas da Advocacia”.

O documento registra que a diretoria já tinha conhecimento dos fatos, “inclusive de forma pública por meio das redes sociais”, onde circulam o áudio e fotos da referida audiência. Ficou estipulado prazo de cinco dias para que os envolvidos encaminhem seus relatos à Subseção, que remeterá o caso à Comissão de Prerrogativas e também à Corregedoria do TRT-12.