Pela primeira vez, a jovem advocacia dos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul vai se reunir para debater os desafios comuns aos profissionais em início de carreira. O encontro será nos dias 19 e 20 deste mês em Balneário Camboriú, com extensa programação, além da presença do vice-presidente nacional Luis Cláudio Chaves, dos presidentes das comissões das três seccionais e mais outros sete estados.

Serão palestras e workshops sobre empreendedorismo, inovação e gestão de escritórios, passando pelas novidades em áreas tradicionais do direito como tributário, trabalhista, desportivo, criminal e as oportunidades para os jovens em segmentos emergentes, como o direito da moda e direito digital.

“Em SC, os jovens representam 34% da advocacia e a cada ano chegam mais colegas ao mercado de trabalho. A OAB quer estar ao lado e apoiar esse contingente para que identifiquem oportunidades ou mesmo para que estejam preparados para os enormes desafios que já são realidade, como o impacto da tecnologia no dia a dia da profissão”, disse a presidente da OAB Jovem catarinense, Clarissa Medeiros Cardoso.

Confira a programação completa clicando neste link

Jovem de Videira recebe carteira número 50 mil

Clarice Farias Oliveira com o presidente Paulo Brincas – foto OAB/SC

A carteira da OAB/SC de número 50 mil foi entregue nesta segunda-feira (16), na Subseção de Videira, em cerimônia que contou com a presença do presidente da OAB/SC, Paulo Brincas. “É um dia importante para Videira, estamos orgulhosos e honrados de participar ativamente da história da Ordem catarinense desta forma”, diz Odair Fernando Drey, presidente da Subseção.

O número de carteira simbólico foi recebido por Clarice Farias Oliveira. “Para mim, receber a carteira de número 50 mil tem um significado muito especial, pois representa uma conquista que demorei a alcançar”, diz a nova colega da advocacia. “Poderia ter sido para qualquer pessoa do Estado, mas veio para mim por algum motivo”.

Quando Clarice começou a trabalhar em um cartório aos 19 anos, nunca tinha pensado em fazer o curso de direito ou trabalhar como advogada. Foi exercendo suas funções no novo emprego que descobriu a paixão pelas leis, direitos e deveres.

Formou-se em Direito em 2015, mesmo ano em que foi aprovada no Exame da Ordem, mas foi somente no início de 2017 que decidiu realizar a inscrição para receber a carteira e começar a atuar na profissão. “Eu demorei dois anos para solicitar a inscrição e, quando fiz, recebi essa incrível surpresa, estou bastante emocionada”, comemora.

As informações são da Assessoria de Comunicação da OAB/SC

0